Atualização Mensal | Carteira de Maio de 2019!

June 12, 2019


Infelizmente não consegui fazer a atualização da carteira para o mês de abril... então vamos pular diretamente para o mês de maio, chegando assim ao terceiro mês de acompanhamento da carteira. 
Em relação à alocação da carteira, como venho comentando, desde fevereiro iniciei processo de redução da alocação (percentual) da participação do tesouro direto na carteira. Assim os aportes no tesouro se reduziram, mas devido a redução da taxas do mercado secundário, e consequente valorização dos títulos, praticamente todas as categorias se mantiveram estáveis entre abril e maio/19 (para o próximo mês vou montar uma visão histórica da alocação da carteira, para mostrar essa transição). 

Carteira de Alocação por Ativo - Maio/2019

Em relação à alocação em Tesouro Direto, estamos posicionados da seguinte forma:

Alocação Tesouro Direto - Maio/2019
Como se percebe, mais da metade da alocação é no fator "Juro Real", que se refere basicamente as NTN-Bs Principal com vencimento em 2035 / 2045 (atuais Tesouro IPCA + 2035/2045, respectivamente). Desde 2014 a minha estratégia foi alocação nesses títulos de forma a carregar até o vencimento (pensando em aposentadoria) mas devido a redução das taxas, chegando recentemente à 4% a.a., não estou confortável com essa rentabilidade visto o risco. Por sua vez, a posição pré-fixada corresponde às LTNs, com objetivo de médio prazo. E o pós-fixado às LFTs, com objetivo de caixa / fundo de emergência.  

Em relação à rentabilidade histórica, todos os ativos apresentam ganhos, com destaque ao Tesouro IPCA + 2035 e Tesouro Préfixado 2021. 


Em relação à alocação dos Fundos Imobiliários, havia comentado que seguiria a recomendações dos relatórios da XP, e faria as mudanças de forma mensal. Já no primeiro mês de mudança, percebi que isso não faria muito sentido: qual a razão de ficar girando a carteira, se penso em manter e segurar os ativos? Dessa forma, estou olhando mais cuidadosamente cada fundo, e pensando em alocar em bons fundos em cada segmento diferente, seja laje corporativa / logístico / hotéis / shoppings / papel. Desta forma, para maio, com 9% da alocação total, estou posicionado em 9 fundos, da seguinte forma:

Alocação Fundos Imobiliários - Maio/2019

Por fim, alocação em ações ainda segue pequena, mas aumentando aos poucos, correspondendo a apenas 2% do total, segregado nos seguintes papéis.


Para os próximos posts / meses, tentarei fazer algumas considerações sobre as posições nos fundos imobiliários assim como os papeis (assim também esse post não fica muito longo).

Por fim, em relação à rentabilidade, atingimos maio/2019 com uma rentabilidade anual de 9,70%, muito devido às posições do Tesouro IPCA / Tesouro Pre-fixado. As posições em ações / FIIS ainda não agregam muito no resultado.



E também estou com uma dúvida: atualmente não computo os dividendos / alugueis como parte do resultado dos FIIS. Como vocês fazem? Calculam apenas o ganho de capital ou colocam como ganho também as distribuições?

Me conta ai!

Abs!


You Might Also Like

0 Comentários

AVISO LEGAL!

As informações contidas neste blog não constituem oferta ou recomendação de compra de nenhum ativo, sejam eles ações, produtos de renda fixa, fundos de investimento imobiliário ou qualquer outro produto.

Este blog tem como único e exclusivo objetivo compartilhar informações com seus leitores.

Os investidores devem sempre buscar orientação profissional para realização de seus investimentos e conhecimento legal sobre impostos ou legislação.